Qual a diferença entre lápis comuns e lápis profissionais?

Como você já deve ter percebido, existem muitos e muitos tipos de lápis, com preços bem diferentes entre si.

Para entender então qual é a diferença entre eles precisamos entender como um lápis é feito. Simplificando um pouco, pode-se dizer que eles são fabricados com um corpo (de madeira ou algum outro composto) e uma mina (composta de uma mistura de pigmento e cera ou pigmento e argila). A principal diferença entre os lápis chamados profissionais/artísticos e os outros está:

a) Na quantidade de pigmento
Lápis artísticos têm uma maior concentração de pigmento na mina, ou seja, mais pigmento do que argila ou cera. Por isso, geralmente são mais macios e mais fáceis de aplicar a cor.
 
b) Na qualidade do pigmento
Nos lápis artísticos os pigmentos são mais puros/nobres e possuem uma resistência à luz muito maior. Existe uma escala universal utilizada para medição da resistência à luz em pigmentos chamada de Blue Wool. A Derwent é a única marca do mercado que divulga a classificação de suas cores utilizando a escala Blue Wool completa, de 1 (menos resistente) a 8 (resistência máxima). Alguns fabricantes simplificam essa escala, classificando como 1 estrela (de 1 a 3 na escala Blue Wool), 2 estrelas (de 4 a 6 na BW) e 3 estrelas (de 6 a 8) a resistência de suas cores à luz.
 
c) Na espessura da mina
Se você prestar atenção nas informações fornecidas pelo fabricante, verá que a maioria dos lápis profissionais possuem minas mais grossas, com diâmetro em torno de 4 a 5 milímetros, enquanto que as linhas comuns têm minas com diâmetro menor, em torno de 3mm. Parece pouco, mas veja abaixo a diferença que isso representa em lápis do mesmo tamanho:
 
Espessura da mina Comprimento do lápis Quantidade aproveitável
de material

Diferença para o lápis de 5mm

5mm 170mm 3337mm3

 

4mm 170mm 2137mm3

-56%

3,8mm 170mm 1928mm3

-73%

3mm 170mm 1202mm3

-178%

 
Assim é possível ver que um lápis com mina de 5mm de diâmetro pode custar o dobro de um lápis com mina de 3mm de diâmetro e ainda assim ter um custo benefício melhor.
 
d) No material do corpo
O corpo de um lápis não precisa ser apenas bonito. Sua função é garantir maciez para apontar, em conjunto com resistência mecânica e térmica para resistir às diferentes situações de transporte, armazenamento e uso dos lápis no dia a dia. Lápis de qualidade utilizam materiais de qualidade, e ainda não há nada que substitua uma boa madeira como o Cedro Incenso da Califórnia.
 
e) Atenção para a linha "intermediária"
Além das linhas profissionais e escolares, muitas marcas ainda possuem linhas intermediárias. Essas linhas geralmente adotam nomes e visuais supostamente artísticos, um preço mais atrativo que a linha profissional, mas entregam um produto de qualidade inferior. Compare as características acima, o custo benefício, e tenha certeza de estar fazendo um bom negócio.
 
A Derwent também possui uma linha intermediária, chamada de Derwent Academy, mas que não é vendida no Brasil.
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Artigo fechado para comentários.
Desenvolvido por Zendesk